Ano tende a fechar com mais de 115 mil unidades vendidas; fabricantes esperam novo crescimento robusto em 2020.

X_noticia_30343[1]

Venda de implementos segue acima da projeção da Anfir

Data: 12-12-2019
Postado por: Redação AB
Fonte: Automotive Business

Com os números de novembro, a associação dos fabricantes de implementos rodoviários, a Anfir, já avalia que o ano deve terminar um pouco mais acima do que apontava o resultado até outubro. Em 11 meses foram vendidas 110.515 unidades no mercado doméstico, volume 34,7% maior do que o apurado no mesmo período de 2018. Por isso o setor agora estima que as vendas podem passar dos 115 mil produtos em 2019, somando carrocerias sobre chassi e carretas.

“Os números de mercado estão acima de nossas projeções, o que mostra que a economia segue em recuperação. Pela média mensal de emplacamentos talvez o resultado fique acima dos 115 mil implementos”, disse Norberto Fabris, presidente da Anfir.

Os resultado até agora levam o dirigente a projetar outro ano de crescimento. “Estamos otimistas para 2020, projetamos um crescimento de dois dígitos porcentuais”, diz o presidente da Anfir. No entanto, Fabris pondera que ainda é cedo para considerar que o mercado retomou tudo que já perdeu. Ele lembra que os 115 mil implementos que devem ser vendidos este ano ainda é resultado bastante abaixo dos números de 2012 e 2013.

Toda a retomada do mercado de implementos até agora foi puxada pelo segmento pesado, de carretas. De janeiro a novembro 58,5 mil reboques e semirreboques, número que representa alta de 44,2% sobre os mesmo 11 meses de 2018.

Já o segmento leve, de carrocerias implementadas sobre chassis, ainda está abaixo de seus resultados tradicionais. Foram entregues 52 mil implementações de caminhões em 11 meses, o que significa crescimento de 25,4% sobre o mesmo período do ano passado.

“O histórico de mercado aponta para uma relação de 1.8 a 2 produtos leves (carrocerias sobre chassis) para cada implemento pesado (reboques e semirreboques)”, aponta Fabris. “A relação atual está em menos de um para um”, completa.

A exportações do setor seguem na mão contrária. Este ano até outubro (os números de novembro não estavam disponíveis) foram exportados apenas 2,2 mil implementos, em queda de 30% sobre igual intervalo de 2018.

notícias automotivo

Artigos

Notícias do Mercado