Varejo está preparado para receber pagamentos via Pix? Não são todos que vão operar na estreia

Mas será que o varejo está preparado para oferecer o Pix como meio de pagamento a seus clientes? Tudo indica que adesão total vai ocorrer nos próximos dias

Data: 17-11-2020
Fonte: 6 Minutos
Autor: Fabiana Futema

Já faz tempo que foi definido que o Pix entraria em operação em 16 de novembro. Isso significa que a partir desta data todos os clientes de bancos e instituições de pagamento autorizados poderão realizar pagamentos e fazer transferências por meio da nova plataforma de pagamentos instantâneos do Banco Central.

Mas será que o varejo está preparado para oferecer o Pix como meio de pagamento a seus clientes? Tudo indica que adesão total vai ocorrer nos próximos dias. Enquanto algumas empresas já estão prontas, outras ainda estão adaptando seus sistemas para oferecer o novo meio de pagamento.

Entre os que saíram na frente está o GPA, dono das redes Pão de Açúcar, Extra e Assaí, e o Carrefour. O novo sistema estará disponível já na segunda-feira nas lojas físicas do Extra (hipermercados e Mercado Extra), Pão de Açúcar (supermercados), Assaí e postos de gasolina. Nas unidades Minuto Pão de Açúcar, Mini Extra e drogarias, o novo formato estará disponível até o dia 23.

O Carrefour informa que o Pix estará disponível nas lojas, postos e drogarias a partir de segunda-feira.

Por enquanto, o Pix estará disponível somente nos caixas com atendimento humano das lojas do GPA. No autosserviço e e-commerces, isso deve acontecer até o fim deste ano.

No McDonald’s, o Pix começa a funcionar em fase de testes em alguns restaurantes da rede a partir de segunda-feira. “Neste momento, os experimentos serão realizados em algumas unidades da rede para verificação do funcionamento da nova tecnologia e as eventuais adaptações necessárias para sua adoção.”

E nas outras empresas? O Burger King Brasil informou que vai começar a receber via Pix nesta semana, mas não a partir da segunda-feira. Outras redes consultadas, como Via Varejo, Americanas e Riachuelo não se pronunciaram.

No caso da Pernambucanas, o Pix estará disponível para os clientes da conta digital e da carteira digital, já que sua fintech foi autorizada a operar o sistema de pagamento. Para o pagamento das compras dos clientes, a rede informa que o Pix será oferecido em breve.

Isso significa que o varejo não vai aderir? Carlos Netto, CEO da Matera, diz que é super previsível que o varejo demore mais um pouco para passar a oferecer o Pix. “O sistema ficou pronto em cima da hora e o varejo está muito envolvido com a Black Friday. Mas representantes do varejo estão muito empolgados, pois o Pix reduz custos de transação.”

A Pernambucanas informa que vê no Pix uma forma de “permitir a integração de novas ferramentas e ampliar as possibilidades de negócio e melhorando a experiência do cliente”. “Além disso, entende que o varejo pode e deve ser o melhor agente de apoio e disseminação do uso do Pix.”

As pessoas vão pagar com Pix? Netto afirma que a pessoa que será preciso oferecer estímulos para o cliente que já tem cartão pagar com Pix. “O cidadão comum precisa de vantagem. O que ele ganha com isso? Se enxergar vantagem, aumenta o uso do Pix.”

ARTIGOS​

NOTÍCIAS DO MERCADO​