Segundo dados do relatório “Prescrição para uma economia mais saudável” do World Travel & Tourism Council (WTTC), entre os anos 2000 e 2017, o turismo médico cresceu 358% e já vale US$ 11 bilhões de dólares.

Turismo-de-saúde[1]

Turismo médico já movimenta US$ 11 bilhões no mundo

Data: 25-11-2019
Postado por: Lisia Minelli
Fonte: Mercado & Eventos

De acordo com a pesquisa, os EUA lideram o mercado e os gastos do setor. “Os EUA são o principal mercado mundial de turismo médico, representando 20%”, aponta o estudo do WTTC, que revela ainda que os cidadãos norte-americanos gastaram, em 2017, cerca de US$ 2,3 bilhões em serviços de turismo médico.

Depois dos EUA, o segundo mercado com maiores gastos em turismo médico é o Kuwait, com gastos de até US$ 1,5 bilhão. Já o terceiro no ranking é a Nigéria, que gasta mais de US$ 783 milhões. Entre os 10 mercados com maiores gastos em turismo médico estão Holanda, França, Bélgica, Áustria e Alemanha, onde os gastos ficam entre US$ 300 e os US$ 678 milhões.

Já no que diz respeito aos países que mais lucram com o turismo médico, o destaque volta aos EUA, já que em 2017 as receitas chegaram a US$ 4 bilhões, o que representou cerca de 36% do total de gastos em serviços de turismo médico, seguindo-se a França e a Turquia, onde as receitas do turismo médico chegaram aos US$ 800 e US$ 736 milhões, respectivamente.

“Como podemos ver pela nossa pesquisa mais recente, o turismo médico é uma importante e emergente área de interesse para o setor das viagens e turismo. É importante que continuemos a compreender as razões pelas quais as pessoas viajam e, em muitos casos, que trabalhemos para apoiar políticas que permitam que as pessoas procurem tratamentos no exterior”, disse Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC.

notícias serviços

Artigos

Notícias do Mercado