Seminovo precisa de manutenção preventiva para garantir segurança no trânsito e economia com gasto em reparos

Ficar atento ao desgaste das peças dos veículos e realizar revisões preventivas são a melhor maneira de manter o veículo em boas condições e evitar gastos elevados levando à oficina apenas quando o problema já comprometeu o funcionamento de algum componente

Data: 28-07-2020
Fonte: Mobilidade Sampa
Autor: Redação Mobilidade Sampa

A frota circulante de veículos no Brasil é a sexta maior do mundo, com 45,9 milhões de unidades, conforme estudo do Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores), com idade média de 9 anos e oito meses. Para manter o veículo seminovo nas mesmas condições e obter a mesma performance com segurança, é recomendável realizar a manutenção preventiva como determina o manual do fabricante. “Deixar de fazer as revisões periódicas de forma preventiva, além de tornar mais cara a reparação já que um componente comprometido afeta outras peças do veículo, pode também prejudicar o funcionamento e desempenho de outros componentes”, alerta Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata.

A recomendação é ficar sempre atento à manutenção do veículo e verificar periodicamente diversos itens do motor e da suspensão, por exemplo. Parte do sistema de suspensão, os amortecedores são responsáveis não só pelo conforto, mas também segurança dos ocupantes. “Amortecedores desgastados prejudicam o conforto e a segurança podendo provocar a perda de controle do veículo.

Há outros itens, entre eles, filtros de óleo, óleo do motor, filtros de combustível, de ar e de cabine que merecem atenção. “O óleo do motor tem como função lubrificar as peças e, assim, evitar o atrito entre componentes móveis, o que resultaria em aquecimento e até fundição do motor”, adverte. Já o filtro de combustível serve para reter impurezas contidas no combustível. “Negligenciar a manutenção deste item pode resultar em saturação do filtro e prejudicar o rendimento e consumo do veículo”, explica.

O motor ainda depende de outro filtro para o seu bom funcionamento, o do ar, que impede que micropartículas penetrem no sistema de alimentação durante a fase aspiração desse ar que vai compor combustão. Caso isto ocorra, pode, por exemplo, haverá um desgaste prematuro de cilindros é anéis de segmento.

Ainda é necessário ter atenção com o filtro de cabine, essencial para assegurar que fungos e ácaros não venham prejudicar a saúde dos ocupantes do veículo.

Além destes componentes, há outros diversos itens que devem ser revisados na hora da manutenção preventiva, por isso é mais seguro consultar o mecânico de confiança.

ARTIGOS​

NOTÍCIAS DO MERCADO