O @pequenoapoio foi criado no Instagram para ajudar empresários a divulgarem produtos que podem ser obtidos por delivery ou de forma remota

computador[1]

Quarentena? Perfil na web dá visibilidade a pequenas lojas do DF

Data: 27-03-2020
Autoria: Caio Barbieri
Fonte: Metrópoles

Um perfil criado recentemente no Instagram nasceu para dar visibilidade gratuita aos pequenos lojistas do Distrito Federal que tentam manter a venda de produtos por meio do delivery em tempos de confinamento. A ideia surgiu dos irmãos Andressa, Monique e Luca Furtado, que viram na alternativa uma possibilidade de ajudar os pequenos empresários locais a sobreviverem à pandemia do novo coronavírus.

São comércios de todos os tipos, como de informática, pet shops, cafés e restaurantes, que podem manter a operação com a entrega de produtos aos clientes ou atendimento remoto de serviços.

A medida tenta minimizar o impacto da decisão do Governo do Distrito Federal (GDF), que decretou o fechamento total de comércios e shoppings. As únicas exceções foram farmácias, mercados e padarias.

Contudo, nesta segunda-feira (23/03), após início da fiscalização, o Palácio do Buriti fez novo estudo e ampliou os setores que, por serem de natureza essencial, podem funcionar, mesmo com a restrição provocada pelo coronavírus na capital.

Oficinas mecânicas, fábricas de bolos, concessionárias de veículos e estandes de venda de imóveis estão entre as atividades que agora estão permitidas.

“O Pequeno Apoio surgiu para divulgar os pequenos negócios, fomentar a economia local e transformar crises em oportunidades. Quem tem um negócio ou conhece alguém que tem e precisa de um Pequeno Apoio, é só entrar em contato com a página”, aponta a jornalista Andressa Furtado, que é empresária do ramo e atua na área digital.

Segundo ela, além de divulgar, a ideia é ensinar os pequenos empresários a como se posicionar digitalmente com dicas e conteúdos produzidos por quem é da área.

Contra a crise

Atuante na área de manutenção de computadores, Athos Luiz Barbosa recorreu à nova página a fim de não interromper totalmente o negócio. “A ideia, além de genial, é de uma humanidade desigual, demonstrando que juntos e unidos somos mais fortes”, considerou o empresário.

A empresária Juliana Tannus também aderiu à proposta para dar visibilidade nas redes sociais ao seu pet shop. “Para nós, que somos pequenos, toda ajuda é fundamental a fim de continuarmos movimentando a economia, empregando nossos funcionários, girando a máquina”.

Além de divulgar as marcas locais, o perfil também orienta os pequenos empresários a aprenderem, por conta própria, a criar anúncios, propagandas e até mesmo fotografias publicitárias por meio do aparelho celular. “Vamos superar juntos essa crise do coronavírus”, diz o perfil.

notícias serviços

Artigos

Notícias do Mercado