Procura por veículos segue maior que oferta, aponta OLX

Carros e motos continuam sendo os itens mais procurados pelos 28 milhões de visitantes mensais da plataforma digital

Data: 23-02-2021
Fonte: Automotive Business
Autor: Pedro Kutney

Apesar da desaceleração das vendas de veículos novos e usados neste início de 2021, a procura por carros e motos segue aquecida e maior do que a oferta na maior das plataformas digitais de anúncios, a OLX, que recebe todos os meses perto de 28 milhões de visitantes que fazem 806 mil buscas por veículos. Segundo Flavio passos, vice-presidente da área de autos da empresa, os volumes negociados na plataforma continuam maiores do que no começo de 2020. Atualmente 26 mil carros são anunciados por dia na OLX, número cerca de 20% abaixo do verificado no primeiro bimestre do ano passado, e “o giro é muito rápido, em questão de dias o negócio é fechado, o que revela volume abaixo da demanda”, diz o executivo.

Em 2020 o número de carros e motos negociados na plataforma de anúncios da OLX cresceu 13% em relação ao volume de 2019, totalizando R$ 80 bilhões em transações. Cerca de 20% de todos os veículos novos e usados vendidos no Brasil ano passado foram anunciados na OLX. Este ano a expectativa é de crescimento da mesma ordem, em torno de 15%.

“Fatores que aqueceram o mercado de veículos usados em 2020 estão presentes em 2021, existem experiências bem-sucedidas como o comércio on-line e entregas em casa que vão continuar, mas a segunda onda da pandemia traz restrições que fazem os negócios recuarem, assim como os aumentos de preços e de imposto no caso do ICMS de São Paulo”, avalia Flavio Passos.

O executivo indica que três fatores, todos ligados à pandemia, direcionaram o mercado em 2020 e seguem com intensidade parecida em 2021. O primeiro é a falta de veículos novos, causada por interrupções na produção, que canaliza a demanda para os usados. O segundo é o aquecimento da economia digital e aumento do desemprego, que multiplicou o número de pessoas à procura de motos ou carros para trabalhar com entregas de bens comprados on-line ou para o transporte de pessoas por aplicativos. Também aumentou o público que usava transporte público e migra para o carro próprio ou moto para evitar o risco de contágio em ônibus ou trens, o que elevou a procura por modelos usados mais baratos 1.0 ou motocicletas – o crescimento nas vendas de motos anunciado na OLX em 2020 foi de 20%.

ESTRATÉGIA DE CRESCIMENTO

Passos conta que a OLX traçou estratégia para compensar o eventual desaquecimento das vendas com a realização de ações como feirões on-line, oferta diversificada de financiamentos de diversas instituições de crédito, além do aprimoramento de algumas ferramentas da plataforma, como a inclusão de vídeos nos anúncios e a verificação de perfis de anunciantes por meio de fotos da pessoa com sua CNH, um instrumento para aumentar a segurança das transações que já está em funcionamento em alguns estados e será estendido para outros em 2021.

Também está nos planos a ampliação da vertical de autos da OLX. “Queremos ser uma loja múltipla one stop shop, onde o visitante pode encontrar um veículo e tudo que precisa para ele, como pneus, assessórios e serviços”, explica Passos. Em 2020 o volume de vendas de peças e assessórios pela OLX já cresceu 17%.

NOTÍCIAS DO MERCADO