Startups, investidores e empresários se reuniram na capital paulista nesta quarta-feira (27/11) para falar de negócio e Turismo no Catalonia Bridge.

default[1]

Mobilidade: 2 startups catalãs que prometem sucesso no Brasil

Data: 29-11-2019
Postado por: Rodrigo Vieira
Fonte: Panrotas

A Catalunha pegou carona na São Paulo Tech Week, considerada a maior semana de inovação e tecnologia da América Latina, para mostrar que além de cultura, esporte, eventos e gastronomia, que fazem da região um dos destinos mais almejados do mundo, é também um dos grandes polos tecnológicos do planeta. Startups, investidores e empresários se reuniram na capital paulista nesta quarta-feira para falar de negócio e Turismo no Catalonia Bridge.

O diretor do Escritório de Turismo da Catalunha no Brasil, Joan Romero, expôs ao público toda oferta que vai além da capital Barcelona. Tarragona, Lleida e Girona também têm atrativos diversificados para todos os gostos de turistas, além de transporte público e estradas para ligações rápidas e sem complicações entre as regiões. Juntando os dois temas e provando que a região espanhola é altamente favorável à tecnologia e a eventos, o Catalonia Bridge destaca a realização da World Mobile Congress desde 2006 em Barcelona. Este que é considerado o principal congresso sobre tecnologia móvel acontecerá na capital catalã pelo menos até 2023.

Após a apresentação sobre Turismo, foi a vez da Acció apresentar seu trabalho. O órgão é responsável por facilitar negócios de empresas catalãs que têm possibilidade de atuação no Brasil e vice-versa. Subiram ao palco para uma mesa redonda duas startups de sucesso em Barcelona que viram sentido em investir no País, a BusUp e a We Smart Park.

BUSUP

A startup, que chegou ao Brasil em 2018, se propõe a fazer o transporte de curtas e médias distâncias para empresas, de ônibus. Como solução para a gestão de fretamento em todo o País, a empresa promete até 40% de redução de custo com o transporte corporativo. A grande diferença da BusUP para a concorrência é o sistema de gestão e controle dos passageiros, a inteligência de logística e a equipe especializada para realizar o serviço, como explica o CEO Brasil, Danilo Tamelini.

“Temos toda uma inteligência tecnológica. Não é apenas levar do ponto A ao B”, explica o executivo, que aponta crescimento de no mínimo 25% em cada mês de 2019 e prevê ao menos triplicar o porte no ano que vem. A BusUp trabalha com 22 empresas em nível nacional, a maior parte delas em São Paulo. Tamelini aponta que a startup é aberta para ouvir a demanda do passageiro e a partir dela, criar novas rotas. Além do fretamento para empresas, a companhia de origem catalã também atende eventos. “Como temos plataforma dedicada, qualquer ponto turístico que necessite de transporte nós podemos alcançar. Por exemplo, atendemos quase cinco mil pessoas no Lollapalloza em sua última edição em São Paulo, além da mega operação que realizamos no Rock in Rio. São duas frentes: frete inteligente para eventos e a principal, para empresas.”

WE SMART PARK

O WSP existe há seis anos e ainda está em fase de implementação no Brasil. Trata-se de uma ferramenta que promete mudar a maneira como se estaciona nas grandes metrópoles nacionais. Já presente em países como Estados Unidos, Chile, Argentina, Uruguai, Peru e Colômbia, além da Espanha, seu país de origem, a startup deve facilitar a vida dos motoristas paulistanos a partir do primeiro semestre de 2020. Em parceria com estacionamentos privados de shopping, condomínios, hotéis e edifícios corporativos, a We Smart Park vem para deixar esses espaços mais inteligentes, segundo CEO Brasil Robert William Salvador.

“Poupamos dinheiro no estacionamento, com preço mais acessível ao usuário, damos a possibilidade dele reservar sua vaga com antecedência, reduzimos o tempo de procura, diminuindo o tempo no trânsito, dando maior qualidade de vida ao motorista e otimizando as vagas dos proprietários de estacionamentos”, afirma o executivo, fazendo um paralelo e classificando o WSP como o Airbnb dos estacionamentos. Segundo ele, o paulistano gasta em média R$ 250 mensais para estacionar seu carro. A intenção é baixar esse valor e, de quebra otimizar a ocupação das vagas espalhadas pela metrópole. Além de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Salvador, Porto Alegre e Recife receberão a solução We Smart Park a partir de 2020.

notícias serviços

Artigos

Notícias do Mercado