Latin NCAP divulgará resultados de testes com novos protocolos ainda este ano

Pandemia atrasou a realização de ensaios com regras mais rigorosas

Data: 27-10-2020
Fonte: Automotive Business
Autor: Sueli Reis

Latin NCAP divulgará resultados de testes com novos protocolos ainda este ano

Após nove meses com as atividades reduzidas, o Latin NCAP confirmou na segunda-feira, 26, que divulgará novos resultados de testes de segurança de veículos ainda este ano, com o primeiro resultado a ser apresentado já no fim deste mês. No total, deverão ser divulgados de dois a três resultados até dezembro e mais um no início de 2021. Todos já consideram os novos protocolos de segurança, agora muito mais rigorosos que o anterior.

Os ensaios dos veículos vendidos na América Latina são feitos em instalações da Adac em Landsberg, na Alemanha. As limitações operacionais geradas pela pandemia atrasaram a realização dos testes programados para 2020.

Segundo o secretário geral do Latin NCAP, Alejandro Furas, no início do ano, estava previsto divulgar sete resultados em 2020 e começar a apresentar os dados em maio. “Algumas peças necessárias para testes específicos ficaram presas em alguns países da América Latina e isso levou a um atraso de mais de quatro meses”, conta.

Sobre os novos ensaios, Furas adianta que nenhum dos carros testados a partir dos novos protocolos receberam cinco estrelas – classificação máxima em segurança conferida ao veículo quando este alcança desempenho satisfatório em todos os quesitos avaliados.

Por causa dos novos protocolos, o secretário já havia dito que a partir de agora ficará muito mais difícil um veículo receber a nota máxima em segurança. “Os novos protocolos de avaliação dos programas NCAP devem ser aperfeiçoados para poder acompanhar essa evolução do conceito de ‘carros mais seguros’ e isso resulta em mais requisitos para alcançar as melhores classificações”, diz.

Ele explica que, antes da pandemia, o protocolo implementado neste ano sofreria um reajuste em 2022 e em 2024 entraria um novo protocolo. Agora, a data para o primeiro reajuste foi postergada para 2023 e o protocolo atual seguirá até 2024.

Furas também voltou a reforçar a importância do programa para promover a exigência de que os veículos ofertados à população sejam cada vez mais seguros e diz que o Latin NCAP é o único no mundo que não tem apoio dos governos. Por outro lado, comemorou os avanços em melhorias voluntárias que algumas montadoras realizaram em seus veículos após terem recebido notas baixas na avaliação de segurança pelo órgão, como Chevrolet Onix, Ford Ka e os Renault Kwid e Sandero.

“Essa melhoria voluntária beneficia ao menos 500 mil novos compradores por ano”, defendeu Furas. “No entanto, o Latin NCAP tem realizado poucos testes de modelos do mercado, já que os recursos são muito limitados: poderíamos melhorar se pudéssemos avaliar todos os modelos que são vendidos na América Latina.”

 

ARTIGOS​

NOTÍCIAS DO MERCADO