Em dezembro de 2019, o movimento de consumidores no varejo físico brasileiro como um todo caiu 2,1% em relação ao mesmo mês de 2018, de acordo com a Seed Digital, empresa de coleta e análise de dados do varejo.

images

Em dezembro, lojas de shopping vão melhor do que lojas de rua no Brasil, registra Seed Digital

Data: 09-01-2020
Autoria: Ana Cecília Panizza
Fonte: Portal SEGS

“Diferentemente do período do Natal (17/12 a 24/12), o mercado varejista em dezembro acompanhou o comportamento de todos os meses de 2019, ou seja, de queda no fluxo de pessoas, que estão se deslocando menos até os estabelecimentos e usando cada vez mais o meio online”, diz Sidnei Raulino, CEO da Seed Digital.

As lojas de shopping tiveram saldo levemente positivo (0,36%), enquanto as lojas de rua registraram queda de 4,4% no movimento. “O desempenho das lojas de shopping está alinhado com a expectativa do setor como um todo em 2020, de ficar no campo positivo”, afirma Raulino.

Comparação mensal

Em relação a novembro, o fluxo de consumidores no varejo físico nacional saltou 16,6% em dezembro em função da sazonalidade (Natal). Os crescimentos nas lojas de shopping e de rua foram de 27,4% e de 8,1%, respectivamente.

Os índices da Seed são fundamentados em pesquisa realizada no varejo ampliado, em três mil pontos, entre shopping centers e lojas, distribuídos em 23 estados e 149 cidades do Brasil. As amostras de shopping e rua têm pesos diferentes.

Sobre a Seed Digital

A Seed Digital é a maior plataforma de coleta e análise de dados em lojas físicas do Brasil, além de ser a única no país a operar a jornada de compra do consumidor end-to-end, que consiste em atrair o consumidor através de mídia programática e, depois, monitorar e analisar a performance das campanhas e das lojas. O objetivo da Seed é oferecer informações para mensurar a performance de cada estabelecimento e equipe, além do retorno de investimentos em marketing e promoções. A empresa, com metodologia homologada, analisa mais de 3 mil pontos no varejo brasileiro (23 estados e 149 cidades) e conta com uma plataforma (Data Management Platform – DMP) com mais de 72 milhões de perfis em todo o Brasil. A inteligência de dados de consumo de varejo fornece: perfil do cliente, hotzones e fluxo de pessoas, por meio de tecnologia de inteligência artificial, sensores e algoritmos desenvolvidos para o mercado físico e online.

notícias varejo

Artigos

Notícias do Mercado