Com sede em Campo Mourão, município de 94 mil habitantes, na região Centro-Oeste do Paraná, a cooperativa se define como agroindustrial e se expandiu para outras regiões do país.

Coamo é cooperativa campeã nas Melhores do Agronegócio da Globo Rural

Data: [su_meta key="data"]
Postado por: [su_meta key="jornalista"]
Fonte: [su_meta key="fonte"]

Vencedora na categoria ‘Cooperativas’ do Prêmio da Revista Globo Rural, a Coamo Agroindustrial Cooperativa, mais uma vez, se destaca em conceituada premiação para o agronegócio brasileiro. O 15º anuário “As 500 maiores do agro”, apresenta as melhores em 21 segmentos. Na classificação geral, a cooperativa se destacou como a 3ª maior empresa do país com capital nacional, 2ª maior empresa do Sul e a maior do Paraná. O evento de entrega dos prêmios foi realizado no dia 28 de novembro e quem representou a Coamo foi o vice-presidente e engenheiro agrônomo, Claudio Francisco Bianchi Rizzatto.

De acordo com o editor-executivo da Revista Globo Rural, Cassiano Ribeiro, esse prêmio é considerado o Oscar do Agronegócio. “Temos esse compromisso de levar ao público da cidade e do campo, as informações que todos precisam saber da produção de alimentos. O agro é vital e sustenta a economia do nosso país. Nesse ano, a novidade foi a categoria ‘Cooperativismo’, e como paranaense sou suspeito para falar da força que nossas cooperativas têm. As pessoas ficam até chocadas com tamanha importância para a economia, e quando veem o resultado de uma Coamo faturando quase 15 bilhões de reais é uma honra para a gente poder premiar.”

Segundo o vice-presidente da Coamo, Claudio Francisco Bianchi Rizzatto, o prêmio foi recebido em um dia muito importante, data em que a cooperativa completou 49 anos de fundação. “Pelo número e qualidade das empresas que foram premiadas, ver a Coamo ser premiada dessa forma, é algo muito especial. Queremos dividir esse prêmio com nossos 8 mil funcionários e mais de 29 mil associados que produzem com sustentabilidade. Esse prêmio encerra com chave de ouro um ano em que pudemos crescer e dar ao produtor rural duas novas indústrias que foram inauguradas no dia 25/11 em Dourados no Mato Grosso do Sul.”

Em entrevista ao anuário o presidente e idealizador da maior cooperativa agrícola da América Latina, José Aroldo Gallassini destaca: “A Coamo tem de ser uma empresa para a vida toda”. Com essa linha, a reportagem foca nas mudanças administrativas aprovadas pelos associados neste ano, com ênfase na governança corporativa, modelo de gestão que objetiva garantir a perpetuação da cooperativa. “Perto de completar 50 anos, a cooperativa paranaense Coamo planeja mudanças importantes para tornar a gestão ainda mais profissional e continuar a crescer”, enfatiza o anuário.

Com relação as mudanças, a reportagem destaca que a partir de 2020, os associados irão eleger um conselho administrativo, que irá indicar um diretor executivo e os demais diretores da organização. “Até então, os associados elegiam o presidente da cooperativa, cargo ocupado desde 1975 pelo engenheiro agrônomo, José Aroldo Gallassini, que irá se candidatar à presidência do conselho da Coamo marcada para fevereiro de 2020”, acrescenta a publicação da Revista Globo Rural.

Para Gallassini, o segredo de sucesso da Coamo é a transparência. Anualmente são feitas duas reuniões para prestação de contas aos cooperados. Além disso, o acesso ao presidente não é restrito. “Ando pela cidade normalmente. Vou à padaria, ao mercado, à missa, como qualquer cidadão. Sempre encontro cooperados, que me fazem perguntas, tiram dúvidas, dão ideias. Não me furto de escutar e responder. Aqui mesmo na nossa sede, gosto de descer ao térreo, onde há uma loja de produtos agropecuários, e conversar com todos. Aprendo e tiro dúvidas”, comenta.

No próximo ano, quando a Coamo celebrará 50 anos. Um crescimento exponencial, que superou crises, intempéries e sucessivos planos econômicos. Com sede em Campo Mourão, município de 94 mil habitantes, na região Centro-Oeste do Paraná, a cooperativa se define como agroindustrial e se expandiu para outras regiões do país. “No Paraná, a Coamo tem cooperados em 57 municípios. Em Mato Grosso do Sul, já está em nove; e em cinco em Santa Catarina”, apresenta o anuário.

notícias agronegócio

Artigos

Notícias do Mercado