Prime Action Consulting

Notícias Setoriais

Sexta-feira, 14 de Julho de 2017 | Portal SEGS
Vendas no varejo ampliado enfim reagem
CNSEG

Após uma longa sequência de 35 taxas negativas, as vendas no varejo ampliado, que incluem os setores de automóveis e material de construção, finalmente reagiram em maio, na comparação com o mesmo mês de 2016, obtendo um crescimento de 4,5%.



A técnica Isabella Nunes Pereira, pesquisadora do IBGE, afirmou que o resultado foi um reflexo das vendas de veículos principalmente, que, em maio de 2017, subiram também 4,5%, após uma sequência de 38 meses de taxas negativas para a atividade.

Nem a comemoração do Dia das Mães, data na qual o comércio varejista historicamente alcança taxas positivas, foi muito efetiva para o desempenho das vendas, já que, em virtude da crise, nos últimos dois anos o comércio no mês de maio registrou quedas de 4,5% em 2015 e de 9,0% em 2016. “Em 2017, maio apresentou um aumento de 2,4%, portanto esse resultado é o melhor para o mês nos últimos três anos. Porém, a influência do dia das mães em maio de 2017 deve ser relativizada por conta da base de comparação baixa (ano de 2016) e da influência do efeito calendário, com diferença de um dia útil a mais em maio de 2017 (22 dias) sobre maio de 2016 (21 dias)”, assinalou a especialista.

Cinco atividades apresentaram desempenhos positivos em maio na comparação com o mesmo mês de 2016: móveis e eletrodomésticos (13,8%); tecidos, vestuário e calçados (5,0%); artigos de uso pessoal e doméstico (2,6%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (3,8%); e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (8,8%).

Compartilhe:

FILTRE SUA BUSCA POR SEGMENTO


FILTRE SUA BUSCA POR EXPERTISE


FILTRE SUA BUSCA POR AUTOR