Prime Action Consulting

Notícias Setoriais

Quinta-feira, 13 de Setembro de 2018 | Computerworld
Microsoft planeja vender suporte estendido para o Windows 7 até 2023
Gregg Keizer

A Microsoft entendeu que as empresas não vão substituir o Windows 7 até o fim do suporte em janeiro de 2020, e anunciou que venderá o suporte estendido por três anos além desse prazo. 

Chamado de "Atualizações de segurança estendidas do Windows 7" (ESU, na sigla em inglês), o acordo adicionará suporte até janeiro de 2023, segundo a Microsoft. A notícia foi parte de um anúncio maior feito por Jared Spataro, executivo que lidera o marketing do Office e do Windows. "Enquanto muitos de vocês já estão no caminho certo para implantar o Windows 10, entendemos que todos estão em um ponto diferente no processo de atualização". 

Não foi dito o status geral das migrações do Windows 7 para o Windows 10 por clientes comerciais. O Windows 7 ESU foi quase certamente uma resposta aos clientes reportando à Microsoft que eles não alcançariam o prazo para as atualizações, ou pelo menos uma realização da empresa que, apesar de todos os esforços agressivos para deixar de lado o sistema operacional mais antigo, as empresas não terminariam seus upgrades a tempo. 

Em julho, a Microsoft disse que aproximadamente 184 milhões de PCs comerciais ainda rodam o Windows 7 em todo o mundo (embora o número não inclua sistemas na China, uma omissão não explicada). 

Outras previsões têm atrelado a participação de usuários do Windows 7 em janeiro de 2020 em impressionantes 34%, o que significa que mais de um terço de todos os PCs com Windows dependerão do sistema operacional. 

O Windows 7 ESU, disse Spataro, estará disponível apenas para PCs que executam o Windows 7 Professional ou o Windows 7 Enterprise, e somente se esses sistemas operacionais forem obtidos por meio de um acordo de licenciamento por volume. Os descontos serão oferecidos a clientes que também tenham planos de Software Assurance em vigor no Windows ou tenham assinaturas do Windows 10 Enterprise ou do Windows 10 Education. 

O suporte adicional será distribuído em incrementos de um ano por até três anos e o suporte será vendido por dispositivo, em vez da abordagem por usuário que a Microsoft fez para o licenciamento do Windows 10. Os preços "aumentarão a cada ano", confirmou Spataro. No entanto, a Microsoft não revelou os custos do Windows 7 ESU nem a natureza exata do que seria fornecido. 

Com base no anúncio de Spataro e no que a Microsoft oferece aos clientes por meio de outros planos - especialmente as Atualizações de segurança estendidas do Windows Server - o Windows 7 ESU provavelmente distribuirá correções de segurança para vulnerabilidades classificadas como "Críticas" ou "Importantes", as duas principais camadas da empresa dos quatro passo sistema de classificação. O preço pode ser alto: o ESU para Windows Server 2008 executa 75% do custo total da licença anualmente quando as atualizações são implantadas em servidores locais. 

Além de corrigir bugs, o Windows 7 ESU também permite que PCs cobertos continuem a executar o Office 365 ProPlus e os aplicativos instalados localmente - Outlook, Word, Excel e similares. 

Mais informações sobre o Windows 7 ESU podem ser publicadas no final deste mês. Em seu anúncio, Spataro deu a entender que a Microsoft entrará em detalhes sobre as múltiplas mudanças na política de suporte durante a conferência Ignite, que será realizada de 24 a 28 de setembro. 

As empresas também foram incentivadas a entrar em contato com a equipe de contas da Microsoft ou com o parceiro de soluções da Microsoft para obter mais informações sobre o Windows 7 ESU.

Compartilhe:

FILTRE SUA BUSCA POR SEGMENTO


FILTRE SUA BUSCA POR EXPERTISE


FILTRE SUA BUSCA POR AUTOR