Prime Action Consulting

Notícias

Jornal do Carro | 05.11.2009
Compactos descolados, com preço de médios e grandes, ganham espaço no Brasil.

Por: Leandro Alvares e Michel Escanhola

Entrevistado Prime Action: Ricardo Strunz

São Paulo, (AE) - Ate o início deste ano não existia no Brasil o segmento de carrinhos chamados “de imagem”, compactos importados com desenho inusitado, interior  descolado e preços de carros médios e grandes. Em poucos meses criou-se esse nicho, que traz os novatos Mini Cooper e Fiat 500. O veterano VW Beetle integra essa turma, embora seja maior. E no segundo semestre de 2010 virá mais um reforço, o francês Citroen DS3.

Segundo o consultor Paulo Roberto Garbossa, da ADK Automotive, esse segmento deve crescer. “Carrinhos assim são bons para a imagem das marcas. Mostram ao consumidor que elas são capazes de inovar." Isso só não vale no caso da Mini. A inglesa já e segmentada. Além disso, é controlada pela sofisticada alemã BMW. 

500

Ricardo Strunz, consultor da Prime Action, também avalia como positiva a chegada desses carrinhos. “São modelos que vem para complementar as linhas. Sempre ha espaço no mercado e clientes interessados em carros assim.”

Os compradores, segundo Strunz, tem perfil bem definido. “Quem compra um carro desses não esta preocupado com as características técnicas ou de tamanho de outros modelos com preços similares. Esses veículos de imagem focam na questão da exclusividade, da atitude do cliente, e são o segundo ou terceiro carro”.

ds3

Por isso, ainda de acordo com o consultor, não da para esperar vendas altas no segmento. “É nicho mesmo, já que o preço limita os clientes”, diz. Em contrapartida, na Europa eles representam outro tipo de carro. São descolados, mas tem preços acessíveis e volumes relevantes. “Isso significa que Mini Cooper e Fiat 500 já chegaram aqui com fama de bem sucedidos, o que é uma boa referência para o cliente”.

Também pode ser incluído nesse nicho o Smart Fortwo, embora ele seja menor - tem apenas dois lugares, ante quatro dos demais. O DS3 tem uma peculiaridade que pode ser uma limitação: diferentemente dos demais, não e uma releitura de modelo consagrado. A identificação com ícones do passado e uma das características que mais atraem nesse segmento.

Mini Cooper conversível

Com 3,5 metros de comprimento, o Citroën terá preço em torno de R$ 80 mil, segundo fontes do mercado. O Smart parte de R$57.900, o 500 de R$ 62.880 e o Mini, de R$ 92.500.